Esboço de Sermão sobre Evangelismo – Pré-requisitos para o Evangelismo

Home » Esboços de Sermão

Categorias: Esboços de Sermão, Esboços de Sermão Temáticos Tags: Sermões sobre Evangelismo |

Data escrita: 22 de agosto de 2002
Referência Escriturística: Atos 8:1-4

ASSUNTO: Esboço de Sermão sobre Evangelismo

TÍTULO: Evangelismo

PROPOSIÇÃO: Apresentar três pré-requisitos que todos os cristãos devem compreender antes de começar a evangelizar, a saber que antes de podermos evangelizar devemos 1) Reconhecer que há almas perdidas, 2) Estar dispostos a fazer um compromisso duradouro e 3) Realmente acreditar que o evangelho é a “boa nova”.

OBJETIVO: Que cada cristão examine sua vida e garanta que esteja preparado para começar a evangelizar.

OBJETIVO: Ajudar a todos os irmãos a desejarem ser evangelistas e trabalhar para mais evangelismo em suas vidas.

INTRODUÇÃO:

1. Leia: Atos 8:1-4

2. Sobre o Texto:

1) Com o martírio de Estêvão veio uma grande onda de perseguição sobre a igreja.

2) Muitos cristãos às mãos de Saulo foram presos e mortos.

3) Isso fez com que a igreja primitiva de Jerusalém fosse dispersa para vários outros lugares para evitar a perseguição.

4) Como resultado, coisas grandes aconteceram.

5) Aqueles que foram dispersos saíram por toda parte pregando a palavra.

6) Essa palavra “pregação” vem da palavra grega “euangelizo”.

7) É dessa palavra grega que obtemos nossa palavra para evangelismo.

8) A palavra é uma palavra composta composta de duas palavras gregas, “eu” significando “bom” e “angelia” significando mensagem.

9) Juntas, as palavras significam a boa mensagem.

10) Em forma de verbo, significa proclamar a boa mensagem – ou evangelizar!

11) É mais comumente traduzido como “pregar o evangelho”.

12) Hoje usamos o termo “evangelismo” em um sentido mais especializado para referir-se à pregação e ensino do evangelho aos perdidos.

13) Isso é algo que a Bíblia impõe a todos os cristãos fazerem.

14) No entanto, há certas coisas que devemos entender antes de começar a evangelizar.

15) Queremos analisar três dessas coisas nesta manhã.

3. Leia Romanos 1:14-17

1) Paulo disse que era devedor aos perdidos – ele reconheceu que havia almas perdidas precisando do evangelho.

2) Paulo disse que estava pronto para pregar o evangelho – ele reconheceu que tinha que fazer um compromisso pessoal para pregar esse evangelho a essas almas.

3) Paulo disse que não se envergonhava do evangelho – ele reconheceu que o evangelho é a “boa nova”.

4. Ref. para S, T, P, O e A.

DISCUSSÃO: Antes de podermos evangelizar devemos…

I. Reconhecer que há almas perdidas – Ser um devedor.

1. Paulo diz que ele era devedor aos gregos e bárbaros, aos sábios e insensatos.

1) Um devedor é alguém que está em débito – que deve algo a outro.

2) A quem Paulo deve? A descrição é abrangente – não há um a quem Paulo não era devedor.

3) Ele reconheceu que todos estavam em pecado e precisavam do evangelho. Ele devia a eles pregar o evangelho.

4) Ele escreveu em Romanos 3:10 “Não há justo, nem um sequer”.

5) Ele escreveu em Romanos 3:23 “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”.

6) Temos essa mesma urgência em relação ao evangelho ao nosso redor? Sentimos que devemos a todos os perdidos ao nosso redor pregar o evangelho?

2. João 7:37,38

1) No meio do último grande dia da festa dos tabernáculos, encontramos Jesus.

2) Ele está cercado por milhares de judeus companheiros – todos precisando de Sua salvação.

3) No início desta festa, os sacerdotes iriam até o tanque de Siloé e tiravam água para ser oferecida como oferta de bebida a Jeová.

4) Após o derramamento dessa oferta de bebida, a multidão toda juntamente entoaria o Salmo 118. Parte deste Salmo contém as palavras “Salva-nos agora, te rogo, ó Jeová; ó Jeová, te rogo, envia agora prosperidade”.

5) No fim deste Salmo havia uma pausa.

6) Durante essa pausa, Jesus levantou sua voz e clamou: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva”.

7) Não teria sido as grandes multidões de homens perdidos no pecado que tão grandemente moveram Jesus a proferir essas palavras de salvação?

8) Não teria sido Sua percepção de todos os perdidos ao seu redor que estavam necessitados da grande água da vida que o impulsionou a proclamar essas palavras de esperança e promessa?

9) Vemos as almas dos homens hoje como Jesus viu as almas dos homens?

3. O que seria necessário para nós entendermos essa grande necessidade?

1) Durante o ataque a Pearl Harbor, as enfermeiras usavam batom para escrever nos nomes da testa daqueles que poderiam ser salvos e daqueles que iriam morrer.

2) Você consegue imaginar andar na frente daquela enfermaria e ver o verdadeiro mar de marcas de batom com a terrível letra “P” na testa? PERDIDO! Que grande tragédia.

3) Agora imagine que cada pessoa que você conhece em sua vida diária tem uma letra na testa “S” ou “P”.

4) Isso nos impressionaria a grande necessidade de nos tornarmos devedores pelo bem do evangelho?

4. Paulo era devedor aos perdidos; você seria um devedor?

5. Antes de podermos nos envolver no evangelismo devemos reconhecer que devemos o evangelho ao mundo.

II. Reconhecer que devemos fazer um compromisso pessoal com o evangelismo – Esteja pronto.

1. Paulo diz ainda em Romanos 1:15 que, diante do fato de ser devedor ao evangelho, ele está PRONTO para pregar o evangelho.

1) Estar pronto significa estar preparado e fazer o compromisso.

2) É possível estar preparado, mas não fazer o compromisso.

3) O homem de um talento é um exemplo disso. Ele não teria recebido o talento se seu mestre não o considerasse preparado, mas ele falhou em se comprometer.

4) Também é possível fazer um compromisso e ainda não estar preparado.

5) A parábola das dez virgens é um exemplo disso. Elas fizeram o compromisso de estar no banquete de casamento, mas não estavam preparadas.

6) Devemos estar preparados e fazer o compromisso de evangelizar aqueles ao nosso redor.

2. Nosso maior desafio hoje está na área do compromisso.

1) Alguns de nós respondemos ao chamado ao evangelismo como Moisés. Ele disse: “Ó Senhor meu, eu não sou eloquente, nem fui no passado, nem desde que falaste ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua.” (Êxodo 4:10).

2) Você lembra o que Deus disse a Moisés? Ele disse: “Quem fez a boca do homem? Ou quem faz o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o SENHOR? Agora, pois, vai, e eu serei com a tua boca, e te ensinarei o que hás de falar.” (Êxodo 4:11, 12).

3) Embora não sejamos inspirados como Moisés, estamos na mesma posição de alguém que foi ensinado por Deus!

4) Em Isaías 6:8 Deus faz a pergunta eterna: “A quem enviarei, e quem irá por nós?”

5) Responderemos como fez Isaías, “Eis-me aqui, envia-me a mim”.

3. Fizemos o compromisso necessário para sermos agradáveis a Deus?

1) Lucas 14:27-33 “E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo. Pois qual de vós, pretendendo edificar uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e ver se tem o suficiente para completá-la? Para que, depois de lançar o alicerce e não ser capaz de terminá-la, todos os que virem comecem a caçoar dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar. Ou qual é o rei que, indo à guerra contra outro rei, não se senta primeiro e considera se com dez mil pode enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? De outra maneira, enquanto aquele ainda está longe, envia uma embaixada e pede condições de paz. Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo.”

2) Estamos diante de Deus como aqueles que calcularam o custo e tomaram a decisão de seguir adiante.

3) Cumpriremos a decisão que já tomamos?

4) Não podemos fazer esforços meio-termo no evangelismo e esperar que Deus fique satisfeito conosco.

5) Não sejamos apenas ouvintes da palavra, mas também praticantes! Tiago 1:25

4. Antes de podermos começar o evangelismo, devemos nos comprometer com o esforço.

III. Reconhecer que o evangelho é a “boa nova” – Não se envergonhar.

1. Paulo disse: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação . . . .”

1) A palavra “envergonhado” significa estar envergonhado por algo a ponto de evitar isso.

2) Paulo disse que NÃO evitaria pregar o evangelho.

3) Ele disse a Timóteo em 2 Timóteo 1:8 “Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, prisioneiro seu, mas participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus;”

4) Jesus disse que se tivéssemos vergonha de suas palavras, ele teria vergonha de nós no dia do juízo: “Porquanto qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos” (Marcos 8:38).

2. REALMENTE acreditamos que o evangelho é a única mensagem de salvação de Deus para os homens?

1) Se os homens vão ser salvos hoje, o evangelho é o ÚNICO caminho. Devemos estar ocupados pregando isso!

2) Pedro disse em Atos 4:12: “E não há salvação em nenhum outro, pois abaixo do céu não existe nenhum outro nome oferecido aos homens pelo qual devamos ser salvos.”

3) Em João 14:6, Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida: ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

4) Hebreus 2:1-3 “Portanto, convém atentarmos com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas. Porque, se a palavra falada pelos anjos foi firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu justa retribuição, Como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação”

3. Quando os outros nos veem, eles acreditam que acreditamos que este é o único caminho para o céu? Esta é a questão crucial.

1) Filipenses 1:27 “Somente comportai-vos de modo digno do evangelho de Cristo, de sorte que, quer eu vá e vos veja, quer esteja ausente, fique a par da vossa situação, de que estais firmes num só espírito, combatendo juntos pela fé do evangelho.”

2) 1 Pedro 2:12 “Tendo o vosso bom procedimento entre os gentios, para que naquilo em que falam mal, como de malfeitores, observando as vossas boas obras, glorifiquem a Deus no dia da visitação.”

4. Comportemo-nos de tal maneira para refletir nossa crença profunda e duradoura de que o evangelho é o poder de Deus para salvar!

CONCLUSÃO:

1. Não conheço maior alegria do que ver um pecador se tornar um santo!

2. Qual é nossa atitude em relação ao evangelismo hoje?

Últimos Destaques

WeCreativez WhatsApp Support
Participe das promoções se fique por dentro de tudo sobre a Marcha em primeira mão!
👋 Olá, como posso ajudar?